30 agosto 2010

amor e dor

To aqui ouvindo Caetano Veloso, Mora na Filosofia, e pensando em você. Pensando sim que a coisa poderia ser mais simples. Não quero ficar rimando amor e dor o resto da vida. Mas também não quero ficar sonhando sozinho com a felicidade. Penso também que as coisas que temos sentido deveriam sim ser compartilhadas. Mas também não quero se transformado no personagem reclamão de um filme de sessão da tarde. Não quero ser o cara que sempre tem que abordar os assuntos chatos, as questões delicadas. E também não quero tentar tapar o sol com a peneira, fingindo que os assuntos chatos e delicados não existem. Preciso, acima de tudo, sentir o companheirismo. Desses que a gente ver em novela e em filmes de ação norte-americanos. Lance da unha e da carne. Sentir que podemos enfrentar o mundo juntos – como dois gigantes - e por mais difícil que de repente seja certos assuntos, abordá-los, discuti-los e tentar resolvê-los.

Há uma irracionalidade no amor, na paixão, que não vejo existindo. Uma loucura, necessidade e urgência. Há um trânsito louco e desenfreado de sentimento. Tenho urgência por planos, mesmo que seja os de longo prazo. Urgência por sonhos, mesmo que os irrealizáveis. Urgência por você, mesmo que a distância.

Não sei ao certo como bateu em você o nosso último papo. Mas sei que talvez eu tenha me precipitado em te falar certas coisas. Talvez fosse mais justo com você, e comigo também, porque não, deixar tudo subtendido. Mas infelizmente não sou assim. Quem sabe a certeza do meu amor tenha feito você desencantar um pouco. Quem sabe as palavras chegaram com o prazo de validade já vencido. Desejou tanto ouvir que quando ouviu o impacto foi outro. A única injustiça que vejo nisso tudo é nada disso poder, de fato, ser dito.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Quanta dor e amor nesse texto.... ah zuza!vem pra cá tomar um vinho comigo.... pq, ás vezes, faço com vc a mesma rima, a gente fica bêbado e canta junto "amor e dor lalalalal amor e dor lalalalalal dor e amor lalalalalal amor lalalal"rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. engolir emoções faz mal à saúde. eu falo... mesmo correndo o risco de peder. assumo o risco e me arrisco. sempre.

    bjs meus pra ti, querido.

    ResponderExcluir