06 agosto 2010

Anatomia da garganta

Conheci uma menina que canta divinamente bem, mora lá pelos lados do sul. E saibam que cantar é um ofício dificílimo. Projetar, articular, ter domínio sobre a garganta. E acho que por isso gosto tanto de seu canto, domina como ninguém a garganta (deve ser coisa de sua anatomia). São poucas as cantoras que conheço que o faz. E ainda mais interessante é o contraste: meiga, delicada e aquela voz potente! Segura o microfone com certeza imponente, sem medo, sem insegurança. Microfone – boca – garganta: perfeita noção de ritmo, de duração das notas. Parece profissional mas começou a cantar há pouquíssimo tempo. Deve ser coisa de dom. A pessoa é para o que nasce e a menina do sul nasceu para cantar.
Fiquei sabendo por esses dias que tem cantado pelo Brasil todo. Até pintou possibilidade de seguir carreira na Europa. Repito, domina como ninguém a garganta. Quando sobe no palco e segura o microfone abre a boca e canta potente até o final, quase sem respirar.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Zu, vim aqui só para reler esse texto!
    É tão lindo!
    Já te falei que você escreve divinamente, né?
    Te amo muito!
    A gente se encontra "pelas cantorias da vida"!

    Um beijo.

    ResponderExcluir