02 setembro 2010

Desconcerto

A delicadeza da alma me encanta. Encontros inusitados pela vida também. E há tanta coisa para ser vivida, experimentada. A beleza do encontro marcado. Ansiedade, frio na barriga. Certas horas, meu caro, gostaria que o mundo parasse. E se pudesse escolher um dia para viver eternamente, aquele com certeza seria o escolhido. Se Deus, em algum momento se mostrou existente, verdadeiro e palpável foi naquele momento. Havia embriaguez naquele céu azul. Feche os olhos e imagine um fim de tarde de brisa fresca. Agora apenas sinta o frescor do universo que conspira docemente a seu favor. Talvez tudo esteja confuso demais para você. Há momentos no qual minha cabeça começa a girar e reproduzir imagens e sensações que não consigo expressar com muita clareza. Precisava do seu abraço agora meu amigo. Incansavelmente me recordo dos tempos de correr atrás das pipas. Aquelas teimosas pipas que insistiam em voar para longe. Fugindo de todas as amarras impostas. As vezes me sinto uma pipa velha, com alguns furos e sem rabiola. Você sabe que o equilíbrio da pipa está na rabiola. E uma pipa sem rabiola voa desconcertadamente pelo céu. Assim sou eu. Um desconcerto, rodopiando alto. E bem, “não sei se é do vinho ou da vida”, como diria a canção.
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Confesso ter me sentido sem rabiola esses dias, mas agora coração acalmou, cabeça está aprumando e a pipa tá parando de rodopiar. A vida é cheia de surpresas, mas minhas reações ainda são jovens demais para saberem como se organizar às vezes. Tô aprendendo. É muito bom ter com quem contar ou contar com alguém que te garantiu que sempre estaria ao teu lado, mas nem sempre é assim... Fazer o quê? Aceitar que todos têm sua pipra para colocar no céu e nem sempre dá pra estar perto.

    Eu não sei, acho que isso é uma coisa que nunca vou aprender, porque quando me faço parceira, sou mesmo. Enfim. Ninguém é igual.

    Gosto do encontro, da ansiedade que ele me traz. Guardo com muito carinho alguns que tive.


    Tá tudo entrando nos eixos agora.
    Obrigada pela torcida.


    Bjs meus

    ResponderExcluir
  2. Meu xará Zuza! Que visita especial no meu 'brog'! Vc tem apelido,nome ou sobrenome Zuza? Fiquei curiosa...

    Texto mais bonito esse. E eu adorei o pequeno trecho: 'um desconcerto, rodopiando alto'. Lindo!

    ResponderExcluir