25 setembro 2010

loucuras

Naquele céu de fim de tarde
Morríamos um pouco no eterno marasmo
De domingo depois do meio dia.
Lentidão. Abandono no centro da cidade.
Eu. Confraria dos exilados.
No horizonte víamos brotar
Como num eterno carrocel de alegria
Branca e gélida lua
Tomando o fronte
Abençoando nossas loucuras!
Comentários
1 Comentários

Um comentário: