14 outubro 2010

A ama

A ama. Essa certeza ele carrega. E talvez seja a única certeza. Acredita em algo místico que os une. E acredita também que em algum momento o encontro se dará em sua plenitude. Enquanto isso não acontece – o encontro – continua amando-a de forma delicada. E continua acreditando na felicidade ao lado dela. A ama. E quando essa certeza vem mais certa do que a certeza habitual costuma cantarolar uma música antiga. As vezes bate uma pontadinha de tristeza. Então ele se recolhe e se cala. E a ama calado.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Faço a mesma coisa.
    Esse texto me entalou...

    Mas eu não chorei!
    Segurei. rsrs

    Bjs, querido.

    ResponderExcluir
  2. Para amar calado é preciso coragem. E uma paciência enorme!

    ResponderExcluir