03 maio 2011

Voando longe

Para Priscila Mendes ao som de Nick Drake – Day is Done

E ele disse:

Tendo noção da própria solidão voa-se longe... E o amor? O amor minha amiga é isso que você está sentindo. Amor é momento... E só! A constância somos nós dizendo sim. Cada sim diário que você diz para o amor é momento sendo estendido. A vida é de escolhas e desdobramentos baseados nessas escolhas. E tudo isso é fragmentado em dias de tristeza, dias de alegria e dias de terrível neutralidade que paralisa. Dê-me a mão, jogue-se de ponta a cabeça e vamos nos permitir, à incoerência, à desilusão, às loucuras de amor, ao ciúme sem nexo, às lágrimas compulsivas - de felicidade e tristeza - aos sorrisos descabidos, aos descompassos da vida... Façamos do amor nosso instinto natural, feito bote de cobra para envenenarmos todos ao redor. E que estejamos preparados para os desdobramentos, e que não sejamos levianos com nossos corações, e que não sejamos levianos com os muitos outros corações .

… Errei com diversas pessoas, erraram comigo. Já fiz gente sofrer desmedidamente, já sofri desmedidamente por um monte de gente. Mas o que ficou, o que valeu, foram aqueles momentos de paz e calmaria. Andar pela praia de mãos dadas, visitar cachoeiras, sair para dançar, comer pizza num domingo a noite, ouvir o mar refrescando a areia na madrugada de uma segunda feira depois de um dia de mormaço, tomar sorvete com batata frita... E rir. Rir das besteiras, das bebedeiras, das transas desengonçadas, das músicas ruins, das piadas inventadas, do cotidiano sem graça, das várias caras que encaram durante um passeio de fim de tarde até o Arpoador... E ao ter noção de minha própria solidão, voei. Voei longe em busca de amor, que nem sei se é assim tão possível, tão palpável, tão entendedor das minhas maiores bobagens, mas de antemão já digo sim, diariamente, acreditando em milagres e em todas as possibilidades de ser feliz, desde já e pelo tempo que for necessário... Sonhar é destino, e meu destino minha amiga, ando traçando eu com cotoco de lápis que não gasta nunca.
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Meu querido, suas palavras vieram como aquele abraço que um dia irei te dar, certeiro e doce. Traz a certeza que tudo é mutável, e aaah como isso consola.
    Te adoro.

    ResponderExcluir
  2. Oi Zuza...
    Obrigada pela visita ao meu blog.
    Gostei do seus texto, acreditar em milagres já é um grande passo para a felicidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Zuza, obrigada pela visita. Estou seguindo seus dois blogs, e estou adorando =) Beijos

    ResponderExcluir