06 junho 2011

Admiro

E ele disse:

A admiro. E depois desses anos todos, ela fez com que eu me tornasse uma pessoa melhor. Conheceu meu pior lado em alguns momentos, mas conheceu um lado que ninguém nunca conheceu, o lado ótimo, que eu nunca havia alcançado, o lado da entrega e dedicação. E sempre que lembro daqueles olhos olhando pra mim, ou quando sou surpreendido pelo cheiro do seu hidratante no metrô, o que me vem primeiro a cabeça é isso, admiração. Admiro sua inteligência, seu jeito de perceber o mundo, o olhar que lança para o mundo, os gostos, os livros, as músicas, a forma como as lágrimas rolam quando emocionada. E como pequenos gestos a emocionam, flores, chocolate, contos, Clarice, Almodóvar, cada uma dessas coisas estão marcadas com sua alma para mim. Sua alma, que não sei se gêmea, mas complementar a minha em muitos aspectos. Admiro sua delicadeza, seus pensamentos, e a forma que os constrói, sua vida interior intensa, admiro sua presença, em como o ambiente ganha frescor quando ela chega. Admiro todo o talento que ela acha que não tem. Talento para observar, emocionar, contemplar. E todas as vezes que se doou bem mais do que podia, e todas as vezes que chorou ao presenciar injustiças, e quando me escreveu coisas tão bonitas que me deixou sem palavras. E quando me disse o que ninguém nunca tinha me dito. Admiro a forma que ela engrandece o mundo com toda leveza que carrega no espírito...
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Que beleza Zuza...
    Essa admiração, toda amor, é o principio de toda convivência.Esse frescor que ela trás a tudo é um divisor de aguas. Bom dia. Beijos

    ResponderExcluir
  2. ... é, eu tbm! ( e sem perceber ela já estava chorando, por tudo que se perdeu, por tudo que errou, por tudo que não tentou)

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do texto, Zuza. Sempre acreditei que, dentre todos os sentimentos e sensações que alguém pode nos despertar, a admiração é um dos mais indispensáveis pra que se construa uma relação. E como é bom amar o outro assim, em cada detalhe e sutileza, não é? Gostei desse seu Universo Tranquilo! :)

    Queria dizer que tive um problema com minha caixa de mensagens lá do blog e acabei apagando (sem querer) o comentário que havia me feito. Desculpe! Você poderia escrever novamente?

    Obrigada pelo carinho. Fico feliz que tenha gostado do Bate-Coração! Seja sempre muito bem vindo por lá... :)

    ResponderExcluir