17 agosto 2011

Bom dia, alegria!

Lembro daquele clima seco e do seu cabelo muito maior do que agora. Grama desbotada. Algumas árvores. Uma maquina fotográfica. Uma mochila nova. Desejos antigos. Aquele quarto todo rabiscado de dores. Aquela casa meio penumbra. A lata de lixo do lado de fora. A padaria com bolo vencido. O calor que fazia ao meio dia. A frente fria que chegava às seis da tarde. A cidade dos altos e baixos, das distâncias intermináveis. Os sebos empoeirados. A alimentação que pouco importava... E o seu sorriso na manhã seguinte que valia mais que uma vida. Bom dia alegria, bom dia!


Há um ano a vida era mais preciosa.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Bom dia alegria...
    bom dia amor...
    bom dia vida...
    bom dia pra qualquer coisa q melhore esse ranço q as vezes se torna o dia....
    texto lindo zuza.....

    ResponderExcluir