13 setembro 2011

Lembranças

Eram um casal e pareciam melhores amigos. Eram melhores amigos e pareciam um casal. Isolados na cidadezinha pacata. E do que ele lembra? Dos cachos pelas tardes, do perfume do Boticário e da lua que iluminava aquele quarto escuro nos finais de semana enquanto tentavam desvendar os astros. Cartas, graças, brigas, taras, flores, praça e aquele casulo colorido que inventaram. Chocolate gelado, porções de pão de queijo e o beijo com gosto de fim de tarde. Casa com grama no quintal e a gata, os cães, a praia, o ponto de ônibus na madrugada, João e Maria cantarolado. Eterna cúmplice dos seus baratos, dos passos, do seu cansaço, da íntima covardia. Poesia em vida. Deslizavam pelas esquinas debaixo de chuva. Oferecia o colo no terror noturno e enchia de beleza o caminhar diurno... Amou como nunca.

www.zuzazapata.com.br
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Que delícia de cenário, uma festa para os sentidos.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Quando leio seus textos, imagino toda a cena. E é lindo quando você fala de vida a dois. Suas palavras sempre saem poéticas e belas. Um beijo querido Zuza.

    ResponderExcluir
  3. Lembranças tão doces que nos fazem querer voltar sempre ao passado, que tempo vilão... Belo texto ;)

    ResponderExcluir
  4. ahhhh que texto simples,q poesia, q maravilha....amei zz!

    ResponderExcluir