01 setembro 2013

Afeto

Sinto um afeto tão grande por você, uma vontade boba de mexer nos seus cabelos, fazer carinho no seu braço, mãos, costas, conversar até o tempo resolver parar, ou simplesmente ficar rindo das pessoas estranhas pelas ruas. Perto de você não tenho medo dos meus preconceitos e nem julgo os seus. Coisa boba, né? Acho que é a primavera chegando, vou ficando mais sensível a pequenas coisas. Posso até dizer que existe sim uma atração sexual da minha parte, mas isso não deveria te assustar, você me conhece, sabe que mulheres como você despertam um desejo grande em mim, uma vontade de estar junto e dentro e de compartilhar uma porção de coisas, como aquela última poesia, aquele último texto ou um domingo como o de hoje. Sabe, da última vez que saímos te achei tão bonita. Estou naquela minha fase de engrandecer bastante o fato de estar sozinho, de achar que há um mar de possibilidades pelo mundo, mas quando estou dividindo as horas com você tudo ganha um contorno tão bonito, uma afetividade tão gostosa que esse meu apego a solidão acaba perdendo totalmente o sentido...
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Uma página sensível, inteligente e bem escrita.
    Agradeço sua visita e já estou aqui para poder passar quando der...
    Abraço, Zuza

    ResponderExcluir
  2. Vim conhecer teu blog . Amei tudo por aqui. Textos deliciosos. Abraço, Zuza!

    ResponderExcluir